Por Fabio Teles em 27/11/2023

ChatGPT 4.0: como implementá-lo via API e as melhores soluções

Nova call to action

Para aprimorar os seus processos internos, o seu atendimento ao cliente e a gestão do seu negócio como um todo, a solução mais promissora atualmente é a implementação do ChatGPT 4.0 via API, integrando-o aos seus sistemas internos.

A OpenAI já disponibiliza o GPT 4.0 tanto para os desenvolvedores que já utilizam a API da empresa quanto para novos desenvolvedores.

Desde o início de 2023, quando a utilização da ferramenta tornou-se uma realidade no contexto organizacional, muitos desenvolvedores vem solicitando o acesso à API do ChatGPT.

Essa versão é capaz não apenas de gerar textos incluindo os códigos, mas também de aceitar entradas de imagens, o que não ocorria na versão GPT-3.5.

Embora o recurso de compreensão de imagens ainda não esteja disponível para o público em geral, ele tem gerado expectativas muito positivas.

Além disso, ao utilizar o ChatGPT 4.0 via API você desfruta de uma tecnologia treinada tanto com dados públicos quanto com dados licenciados pela OpenAI.

É claro que o GPT 4.0 também comete erros e apresenta algumas situações de alucinação de IA, como acontecia nas versões anteriores.

Mas isso não compromete os resultados positivos que a ferramenta é capaz de gerar no contexto empresarial.

A partir de janeiro, os modelos mais antigos da ferramenta, como o GPT 3.0 e seus derivados, serão substituídos por outros modelos considerados mais eficientes.

Assim, os desenvolvedores que utilizam este modelo precisarão atualizar suas integrações manualmente.

Mas se esse não é o seu caso e você ainda não implementou o ChatGPT 4.0 via API, não se preocupe. Nos próximos tópicos vamos explicar como esse importante passo pode ser dado.

Continue a leitura!

Implementando o ChatGPT 4.0 via API

Para implementar o ChatGPT 4.0 via API da OpenAI, é importante conhecer a fundo a documentação mais recente disponibilizada pela empresa.

Vamos expor abaixo, alguns passos fundamentais, mas lembre-se de que modificações podem ser necessárias de acordo com as mudanças da própria plataforma e as regras da empresa.

Os serviços da OpenAI, por sua própria natureza, passam por uma evolução contínua, o que torna muito dinâmico o processo de utilização da API.

Vejamos os principais passos da implementação desde o início.

  • Crie sua conta na OpenAI e, se necessário, inscreva-se no programa adequado às suas demandas e siga as instruções para ter acesso às credenciais da API;
  • Acesse a documentação da OpenAI e compreenda a fundo como devem ser feitas as solicitações e quais são as especificações da API. Essa documentação é fundamental para que você saiba quais são os parâmetros necessários e tenha acesso a exemplos de solicitações;
  • Autentique suas solicitações usando as credenciais da API. Essa autenticação normalmente é feita com a inclusão da chave de API em seus cabeçalhos HTTP;
  • Compreenda detalhadamente como é a estrutura das solicitações que você precisa fazer. Geralmente, a implementação do ChatGPT 4.0 via API começa com o envio de uma lista de mensagens como entrada para o modelo;
  • Formule um exemplo de solicitação que se mantenha em acordo com a documentação;
  • Implemente o código para o processamento da resposta da API e extraia as informações relevantes integrando-as ao seu aplicativo ou serviço;
  • Ao lidar com chaves de API, siga sempre as práticas recomendadas de segurança digital. Não exponha sua chave em código-fonte público e restrinja as permissões conforme necessário.

Além das etapas mencionadas acima, existem algumas outras recomendações importantes para que a sua implementação do ChatGPT 4.0 via API seja bem-sucedida.

A primeira delas diz respeito à gestão de tokens, que correspondem às unidades de texto e podem variar de acordo com o modelo da sua solicitação. Mantenha-se ciente dos limites por chamada e evite excedê-los.

Também é importante estar preparado para lidar com possíveis erros da API, desenvolvendo uma lógica robusta capaz de contornar as respostas inesperadas ou sem utilidade, além das situações de timeout.

Outra recomendação é a de começar a utilizar o ChatGPT integrado ao seu aplicativo ou serviço recorrendo a experimentos controlados.

Assim você conseguirá entender como o modelo vai responder às suas demandas para depois fazer os ajustes necessários.

Você pode implementar filtros e moderações, se essas forem opções aplicáveis ao seu caso. Assim, é mais fácil garantir as respostas adequadas.

Por fim, também é importante manter-se a par das atualizações da OpenAI e fazer os devidos ajustes de acordo com as novas versões ou recomendações.

Não se esqueça de que a avaliação deve ser contínua, já que a tecnologia evolui e os modelos de linguagem também.

Assim, os feedbacks enviados para o OpenAI sobre a qualidade das respostas do modelo utilizado podem ajudar a melhorar continuamente a eficácia e a segurança da ferramenta.

Nova call to action

Como a Desk Manager pode simplificar a adoção do ChatGPT 4.0 via API

A Desk Manager é a melhor plataforma de ESM disponível hoje no mercado brasileiro e não poderia deixar de oferecer a integração com o ChatGPT.

Com a Desk Manager, a implementação do ChatGTP 4.0 via API é muito mais fácil, pois, ao tornar-se cliente, você receberá um link que pode ser enviado para os seus próprios clientes por meio dos canais mais convenientes, de acordo com as especificidades do seu negócio.

O link pode ser colado no navegador para dar início às interações via chatbot. Em sua árvore de decisões, será possível dar ao cliente as opções de falar com um atendente ou interagir com a inteligência artificial.

Ao escolher essa segunda opção, o cliente poderá fazer perguntas e o ChatGPT 4.0 pesquisará em sua base de conhecimento para formular uma resposta útil.

Ou seja, o seu maior trabalho ao adotar o ChatGPT 4.0 via API utilizando a plataforma da Desk Manager será o de treinar a inteligência artificial.

Isso significa preparar a ferramenta para fornecer respostas com base nos dados específicos da sua empresa e nas demandas mais recorrentes dos clientes.

Quando o ChatGPT é orientado para recorrer à base pública de dados na qual ele já é treinado, as respostas tendem a se tornar mais amplas.

Por isso, a capacidade de oferecer contexto à ferramenta é o requisito essencial para que ela alcance toda a eficiência esperada.

Os resultados serão desde o aprimoramento da experiência dos seus clientes e a construção de um relacionamento estreito com a marca até a otimização da gestão do seu negócio como um todo a partir da automatização de vários processos.Para saber mais sobre a implementação do ChatGPT 4.0 via API integrado à plataforma da Desk Manager, assista à nossa Webinar sobre o assunto. Até o próximo artigo.

Por Fabio Teles em 27/11/2023