Usando Gamificação nas empresas para melhorar os resultados13 min read

Help Desk para Gestão de Atendimento Integrado com WhatsApp e Telegram

Com a geração Y adentrando nas organizações, é necessário que elas adotem diferentes mecanismos para manter os profissionais focados e entretidos. Para isso, a gamificação nas empresas começou a ser amplamente utilizada.

Ao contrário do que muita gente pensa, esse termo não se refere a simples jogos, mas estratégias para estimular a competitividade saudável e a colaboração entre os profissionais.

Se bem utilizada, a gamificação apresenta resultados positivos não apenas para esses colaboradores como também para a empresa como um todo.

Para entender melhor esse assunto, elaboramos este artigo, em que vamos explicar o que é esse novo método e como ele pode ser benéfico para a cultura organizacional.

Continue a leitura e tire suas dúvidas sobre o assunto.

O que é gamificação em uma empresa?

Proveniente do termo em inglês gamification, a gamificação é um conjunto de características e mecânicas de jogos utilizados em outras áreas, como ocorre nas organizações.

O termo foi criado pelo programador britânico Nick Pelling, em 2002, embora a ideia central já fosse utilizada em diversas áreas de forma intuitiva antes disso.

No entanto, a gamificação nas empresas não se refere a simples jogos de entretenimento, pois é usada sob uma perspectiva mais técnica.

Basicamente, ela adota elementos e princípios de jogos para promover envolvimento e aprendizagem eficazes. Assim, ela consegue cativar os colaboradores de diferentes setores por meio de desafios e bonificações.

Isso faz com que os profissionais consigam aprimorar as habilidades e competências, possibilitando maior engajamento e alcance de objetivos pessoais e organizacionais.

Vale destacar que um dos principais objetivos da gamificação nas empresas é despertar o interesse dos colaboradores, promovendo recompensas a cada ação bem implementada, para que assim eles consigam ajudar a organização a ter sucesso no mercado.

Como funciona a gamificação nas empresas?

A gamificação pode ser colocada em prática de forma bem simples nas empresas, pois o seu mecanismo de funcionamento não é tão complexo quanto aparenta ser.

Como dissemos, aos participantes são oferecidas recompensas quando realizam tarefas já determinadas, conforme níveis e fases que precisam ser superados.

Nesse caso, as recompensas podem ser tanto virtuais (como badges, que são medalhas) quanto físicas, como o ingresso de algum show ou peça teatral, e até uma bonificação em dinheiro.

Para que esse método de aprendizagem e trabalho possa ser implementado, primeiro são definidas as tarefas que têm relação com o objetivo, as regras e a mensuração de indicadores importantes para a empresa.

Portanto, antes de dar início à gamificação, é importante verificar quais são os gargalos do negócio, o público-alvo e o resultado esperado com essa técnica. Em seguida, basta pensar no jogo e colocá-lo em prática.

Vale lembrar que é necessário fazer feedbacks constantes, alinhar o jogo às políticas da empresa e expor o objetivo com o uso dessa nova metodologia.

Para ajudar você a entender, na prática, como a gamificação nas empresas pode ser implementada, reunimos algumas maneiras de aplicar essa técnica. Veja quais são elas a seguir:

  • Simulação: o jogo deve simular situações reais dos colaboradores para que eles tomem decisões de acordo com cada circunstância;
  • Criação: nesse caso, os colaboradores devem criar algo relevante, estimulando assim a criatividade de cada um;
  • Pesquisa: os profissionais devem pesquisar sobre um assunto e depois registrar os dados colhidos ou fazer uma explicação oral sobre o que aprenderam;
  • Ponto de partida: os colaboradores devem buscar soluções de acordo com um problema ou questão previamente definida.

Qual é o objetivo principal da gamificação nas empresas?

O principal objetivo da gamificação nas empresas pode ser resumido em uma única palavra: engajamento.

Ou seja, o objetivo é manter as equipes focadas no alcance de sua melhor performance, sempre em consonância com os objetivos da empresa.

Para isso, são utilizados elementos presentes nos jogos, como a pontuação, as competições, a definição de regras, as premiações, entre outras possibilidades.

A lógica funciona porque, da mesma forma que ocorre nos jogos, os desafios e as recompensas tornam as pessoas mais comprometidas por estimularem o desejo de ir até o fim da jornada.

Nesse sentido, é preciso conhecer bem o perfil e a área de atuação dos colaboradores para que os desafios lançados tenham a ver com suas rotinas e consigam motivá-los.

Muitas vezes, o simples reconhecimento de estar à frente de seus colegas já representa uma grande motivação.

Isso significa que embora as premiações financeiras, como as bonificações e os adicionais, sejam um excelente recurso para engajar a equipe, nem sempre a empresa vai precisar recorrer a este tipo de recompensa.

Também é possível pensar na gamificação como estratégia para promover a sinergia da equipe e o trabalho em conjunto, ao invés dos resultados individuais.

Que tal oferecer como premiação um almoço ou um happy hour para a equipe vencedora? Isso pode estimular o espírito de grupo. 

Enfim, é possível gerar engajamento em várias áreas e de diversas formas, impulsionando o desenvolvimento da equipe, melhorando o clima organizacional e potencializando os resultados da empresa.

Como a gamificação nas empresas interfere na cultura organizacional?

Motivar as equipes nem sempre é uma tarefa fácil, visto que problemas diários podem desanimá-las ou rotinas maçantes acabar tornando o trabalho cansativo ou monótono.

Por isso, é fundamental que os gestores estejam sempre atualizados quanto às possibilidades de envolver os seus times com as metas e objetivos da empresa.

Nesse sentido, muitas organizações utilizam a gamificação para tornar o ambiente de trabalho mais leve. Gamificando tarefas e projetos, a equipe consegue cumprir com o esperado até mais rapidamente.

Além disso, essa estratégia possibilita que os colaboradores fiquem mais focados e consigam assimilar de forma mais eficiente o que é transmitido. 

Dessa forma, a gamificação é uma ótima técnica a ser usada em treinamentos e capacitações, por exemplo.

Vale destacar ainda que ela auxilia no estímulo à competitividade e à cooperação, que são duas características essenciais a serem aprimoradas continuamente no ambiente organizacional.

Com a gamificação nas empresas, os colaboradores se interessam em adquirir novos conhecimentos e buscar melhoria, além de conseguir ter reforço na aprendizagem por meio de feedbacks que identificam se as decisões tomadas são adequadas ou não.

As bonificações recebidas — sejam elas por reconhecimento ou por premiações físicas — são essenciais para que a gamificação aumente a produtividade e o interesse da equipe.

A gamificação nas empresas melhora o ambiente de trabalho

Outro ponto positivo para a cultura organizacional é que os erros deixam de ser encarados como algo estritamente negativo, o que fere a autoestima dos colaboradores, mas como acontecimentos normais que ocorrem quando tentamos algo novo.

Além disso, ainda servem para que o colaborador melhore e aprimore sua tomada de decisões. Portanto, até mesmo a falha deixa de ser vista como algo tão pesado.

Com isso, a gamificação nas empresas possibilita que os profissionais possam fazer tentativas sem sentirem tanto medo de errar e, caso a falha aconteça, é possível visualizar quais foram os pontos fracos e quais são as melhores decisões a serem tomadas, como ocorre quando é preciso repetir uma fase desafiadora de um jogo para chegar à próxima etapa.

Isso, é claro, resulta em profissionais mais empenhados e dispostos a pensar em conjunto, eliminando o receio que muitos colaboradores têm de tomar uma decisão e, supostamente, fracassar.

Podemos lembrar, ainda, que essa estratégia faz com que os profissionais sejam assertivos e mais produtivos, desenvolvendo habilidades que trazem benefícios para eles e para a organização.

Tudo isso auxilia para um melhor clima organizacional, tornando a empresa que utiliza as estratégias de gamificação um local mais saudável para se trabalhar.

Falando nisso, sabia que a Desk Manager tem o selo GPTW (Great Place To Work), dado às organizações consideradas como melhores lugares para trabalhar?

Isso deve ser uma meta para todas as empresas, ou seja, serem vistas como locais em que as pessoas se sintam bem e dispostas a contribuir.

Além disso, é importante lembrar que a estratégia de implementar jogos ajuda também a desenvolver o senso crítico, a capacidade de autonomia, o aumento do interesse na empresa e a competição saudável entre os colaboradores.

Dessa forma, a gamificação nas empresas é uma estratégia que veio para ficar, promovendo uma cultura organizacional que torna os colaboradores mais eficientes e confortáveis com as rotinas do negócio e, é claro, possibilitando que a organização alcance os seus objetivos mais rapidamente.

Para se tornar mais competitiva no mercado, você também pode implementar a gamificação nas empresas no treinamento para o atendimento ao cliente. Para saber mais, confira o nosso artigo sobre o assunto!

Como as empresas usam a gamificação?

Vamos ver agora algumas possibilidades de aplicação da gamificação nas empresas e, em seguida, alguns exemplos de empresas que já utilizam esse recurso de forma bem-sucedida.

Gamificação na área de vendas

O departamento de vendas é uma ótima área para aplicar a estratégia de gamificação, pois os jogos comerciais são capazes de estimular o alcance de metas a partir da exploração das etapas da jornada de compras.

Você pode, por exemplo, criar um jogo de recompensas para reconhecer e premiar os vendedores com os melhores desempenhos.

Crie um mural ou quadro para acompanhar a performance dos vendedores ao longo do jogo e o mantenha atualizado.

Você pode estabelecer pontuações de acordo com objetivos específicos, como por exemplo, o de coletar dados estratégicos dos clientes para descobrir suas preferências ou o de agendar uma reunião com um cliente em potencial.

Gamificação em treinamentos

Utilizar a gamificação nas empresas como metodologia para os treinamentos das suas equipes é uma excelente estratégia.

Que tal substituir as longas e cansativas apresentações baseadas em slides por jogos divertidos e dinâmicos que vão facilitar a assimilação de cada ponto do conteúdo?

Você pode elaborar um jogo simples de perguntas e respostas, com várias rodadas após cada explicação sobre a parte teórica do treinamento.

Defina as regras, divida os colaboradores em duas ou mais equipes e faça perguntas específicas sobre as informações transmitidas.

Para deixar o jogo ainda mais dinâmico, você pode criar possibilidades limitadas de consultar um colaborador especialista em determinado assunto ou algum material impresso.

A equipe que obtiver mais pontos ao final da competição ganha um prêmio.

Gamificação em processos seletivos

Ao realizar um processo seletivo para contratar novos colaboradores, a gamificação nas empresas é uma forma eficaz de demonstrar o posicionamento e a identidade da organização desde o primeiro contato com os componentes da sua nova equipe.

Ao invés de optar pelas tradicionais entrevistas, você pode criar um jogo para testar a compatibilidade entre o perfil dos candidatos e os valores da sua empresa.

Você pode incluir questões que permitam analisar os soft e hard skills desejados e identificar habilidades específicas.

Ao receber novos colaboradores, você também pode recorrer a um jogo exploratório que vai levá-los a conhecer cada setor da organização até chegar ao local específico em que eles vão atuar.

Empresas que utilizam a gamificação e estão obtendo bons resultados

Nada melhor do que conferir exemplos práticos para ter a certeza de que a gamificação pode realmente representar uma mudança muito positiva na performance da sua equipe.

Confira abaixo algumas empresas conhecidas que utilizam gamificação e estão alcançando excelentes resultados.

Google

O Google é uma das maiores entusiastas das técnicas de gamificação e um exemplo aparentemente simples que a empresa tem aplicado, mas que faz toda a diferença, é a gamificação do processo de despesas.

O objetivo é utilizar recursos dos jogos para incentivar os colaboradores a informarem em tempo hábil suas despesas de viagens.

Isso foi necessário devido aos atrasos nas prestações de contas relacionadas às viagens a trabalho.

A estratégia inclui, por exemplo, a criação de três possibilidades de escolha para os colaboradores que não gastam todos os recursos disponibilizados para determinada viagem. Eles podem receber os subsídios que restaram em seu próximo salário, doá-los para instituições filantrópicas ou guardá-los para viagens futuras.

Apenas seis meses depois de lançar esse sistema, a taxa de conformidade dos colaboradores em relação à prestação de contas chegou a 100%.

Siemens

A Siemens, empresa alemã produtora de energia, criou o jogo “PlantVile” com o objetivo de divulgar seus princípios de fabricação não apenas entre os colaboradores, mas entre seu público-alvo em geral.

No jogo, cada usuário atua como gerente de fábrica e precisa tomar decisões sobre diversas questões, que passam pela eficiência energética, a gestão de pessoas e as novas tecnologias.

O conglomerado tem obtido feedbacks positivos e o jogo já conta com mais de 20 mil jogadores.

L’Oréal

A L’Oréal é uma das maiores empresas de cosméticos em todo o mundo e utiliza a gamificação para melhorar a comunicação e os treinamentos de seus consultores de beleza. 

Para isso foi criado um software em que os colaboradores podem aprender sobre os produtos ofertados pela empresa ao mesmo tempo em que acumulam pontos.

Dentro do software, uma das funcionalidades de destaque é a opção “Batalhas”, que estimula a disputa entre os pares e reforça os conteúdos aprendidos nos cursos.

HP

Em parceria com a Growth Engineering, a HP criou um aplicativo chamado “The HP Uni App”, focado no treinamento de seus colaboradores da área de vendas com foco na segurança cibernética.

Assim, a gamificação foi definida como o principal pilar para a promoção do engajamento dos usuários.

Ao completarem diferentes módulos de aprendizado, os colaboradores vão recebendo pontuações. A estratégia é simples, porém muito eficiente.

Deloitte

Já o projeto de gamificação da Deloitte está focado em seus executivos seniores, ou seja, pessoas que ocupam cargos de poder e precisam tomar grandes decisões.

Considerando que esses executivos necessitam tanto dos treinamentos e capacitações quanto os demais colaboradores, a empresa definiu uma estratégia de recompensa que inclui crachás, listas classificatórias e símbolos de status.

Os executivos passaram a alimentar uma competição saudável entre si, o que levou ao aumento do engajamento nos treinamentos promovidos pela organização. 

Microsoft

Para solucionar demandas relacionadas à melhoria da comunicação, a Microsoft criou um jogo chamado “Qualidade da linguagem” para estimular seus colaboradores que atuam em diversos países a aprimorarem a precisão do idioma utilizado.

A empresa começou apresentando traduções confusas ou incompreensíveis de propósito para estimular o engajamento.

O resultado foi cerca de 4.500 colaboradores propondo correções nessas traduções baseando-se em seus idiomas nativos.

Enfim, é visível como a gamificação pode ser aplicada de forma simples e eficaz para o alcance de diferentes objetivos.

Se você gostou da ideia e quer aplicar alguma das propostas expostas ao longo deste artigo, faça o download do nosso ebook gratuito sobre gamificação nas empresas e sua aplicação na área de atendimento. Até o próximo artigo. 

 

 

 

Compartilhe

Posts relacionados

Um Sistema Help Desk é útil para eliminar processos manuais em relação..
Se sua empresa está precisando de um sistema de help desk, não..
Mais lidos
A dinâmica quebra-gelo é uma atividade planejada para reduzir as inibições e estimular as interações..
Você tem dúvidas sobre a elaboração de mensagens para clientes inativos? Acesse nosso blog e..
Você sabe o que é Help Desk? Ele veio para revolucionar o atendimento e começou..
Você sabe o que é um kickoff? Descubra agora e entenda como essa etapa no..

Receba nossa newsletter

Tenha acesso a conteúdos de valor sobre atendimento, sucesso do cliente, tecnologia e muito mais.

Você está pronto para uma jornada de sucesso?

Peça uma demonstração gratuita e conheça a Desk Manager, uma plataforma que proporciona uma experiência completa com sistema help desk e service desk.